Oga Mitá: 40 anos resistindo e formando cidadãos
21 de setembro de 2018
Entrevista de Adélio Bispo não terá viés político, diz defesa
27 de setembro de 2018

Marcelo Auler

Adélio Bispo observa Bolsonaro pouco antes de atacá-lo, na foto de Fábio Motta Agência Estado) publicada no Jornal do Brasil.

A quinze dias do primeiro turno das eleições, a movimentação em torno de Adélio Bispo de Oliveira, réu confesso da facada desferida contra o presidenciável Jair Bolsonaro, em 6 de setembro, no centro de Juiz de Fora (MG), desperta a atenção das assessorias jurídicas de candidatos receosos de possíveis surpresas/armações que possam estar sendo urgidas na tentativa de interferir no resultado do pleito.

Coincidência ou não, nessa última semana, ao mesmo tempo em que a Polícia Federal solicitou mais 15 dias para concluir a investigação que prometera entregar dia 21 passado (sexta-feira), ocorreu um súbito interesse de órgãos de imprensa para entrevistarem Bispo, o agressor. Dos três pedido protocolados, dois deles – da revista Veja e de Roberto Cabrini, do SBT –, foram autorizados, mas, segundo consta, ainda não realizados. Um terceiro, de O Globo, está pendente de despacho.

O deputado Fernando Francischini, delegado federal licenciado e líder do PSL – partido de Bolsonaro – na Câmara Federal, até tentou bloquear as autorizações. Alegou que isso poderá ser prejudicial à candidatura. Porém não encontrou respaldo, O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal em Juiz de Fora, não viu motivo para atender ao deputado e manteve as duas decisões. Embora não tenham se manifestado até o momento, na cúpula do PT também há preocupação com esta movimentação.

Tratamento diverso – Bispo encontra-se em prisão preventiva, enquanto a polícia trabalha no inquérito que servirá de base a uma ação penal a ser aberta a partir da denúncia pelo Ministério Público Federal. Está em um presidio cujo acesso, teoricamente, é limitado e controlado.

Adélio Bispo de Oliveira na audiência de custódia. (Reprodução de vídeo)

Ainda assim dois juízes federais autorizaram jornalistas a entrevistá-lo. Além de Savino, o juiz corregedor dos presídios em Campo Grande, Dalton Igor Kita Conrado, também teve que ser ouvido, pois controla o acesso à penitenciária. Mas não se opôs ao ingresso de jornalistas.

Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumpre uma antecipação de pena a partir de uma decisão que fera a Constituição justamente por não respeitar a presunção de inocência que deve existir até o trânsito em julgado de uma sentença criminal.

Está recolhido a uma sala de estado maior – cujo acesso, teoricamente, é bem menos limitado do que em um presídio de segurança máxima. Ainda assim, teve todos os pedidos de entrevistas formulados por jornalistas negados pela juíza Carolina Moura Lebbos, da Vara de Execução Penal em Curitiba.

Oficialmente, os advogados de Bispo, notadamente Zanone Manuel de Oliveira Júnior, de Contagem (MG) e Fernando Costa Oliveira Magalhães, de Lagoa Santa (MG), que o visitaram no presidio federal de Campo Grande (MS) na quinta e na sexta-feira, garantem que ele sustenta a mesma versão apresentada logo após seu gesto transloucado, no centro de Juiz de Fora, em 6 de setembro. Insiste que foi um ato solitário, sem mandantes. No dia em que foi preso, confessou ter agido “a mando de Deus”.

Curiosamente, uma semana antes de pedir à 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG) a prorrogação do inquérito, a Polícia Federal foi à penitenciária de Campo Grande. Sem qualquer comunicação à defesa do preso, tomou seu terceiro depoimento. Até sexta-feira (21/09) os advogados desconheciam o teor deste novo interrogatório. Souberam da versão apresentada pelo cliente.

De pronto, encaminharam à Justiça dois pedidos. Em Juiz de Fora, na 3ª Vara Federal, pediram acesso à integra do documento. Em Campo Grande, informaram ao juiz corregedor Dalton Igor Kita Conrado (da 5ª Vara Federal) que não foram avisados do depoimento no presídio à Polícia Federal, o que teria causado surpresa ao magistrado.  Reivindicaram que o fato não ocorresse novamente.

Como ninguém esclarece o que foi falado neste novo interrogatório do dia 13, suspeita-se que ele tenha motivado o pedido de prorrogação do prazo. Um dos defensores admitiu essa hipótese. Afinal, dias após o atentado, a polícia, convencida de que o atentado foi um ato de um “lobo solitário”, tal como definiu o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, prometia encerrar a o IPL em 15 dias. Prazo que venceria sexta-feira (21/09). Na véspera pediu a prorrogação. Oficialmente, o adiamento é atribuído à necessidade de concluírem os laudos periciais no notebook e celulares encontrados com Adélio Bispo.

Capa da edição da Veja, que circulou antecipadamente, com o vazamento do depoimento do doleiro Alberto Youssef.

Cumprindo-se o novo prazo, o relatório da investigação poderá ficar pronto na véspera do primeiro turno da eleição. Vazará, como ocorreu com a Operação Lava Jato, em outubro de 2014, no segundo turno da eleição presidencial?

Os dois fatos – prorrogação das investigações e súbito interesse da imprensa em ouvir o réu-confesso – provocam sérias suspeitas sobre uma possível utilização política do atentado na reta final do primeiro turno. da campanha eleitoral.

Não será a primeira vez que se recorrerá à exploração de casos policiais na expectativa de se interferir no resultado do pleito.

Os exemplos mais famosos se deram nas disputas dos segundos turnos de 1989 (Fernando Collor versus Luiz Inácio Lula da Silva) e, mais recentemente, em 2014, quando Dilma Rousseff e Aécio Neves concorreram.

Em 2014, na acirrada disputa entre Dilma e Aécio, a revista Veja antecipou sua edição 2397 na qual publicava o depoimento do doleiro Alberto Youssef. Embora devesse estar sob sigilo foi devidamente vazado sem qualquer consequência. Nele, o doleiro afirmava que a candidata à reeleição, bem como seu padrinho político, o ex-presidente Lula, tinham conhecimento de toda a bandalheira que ocorria na Petrobras.

Decorridos quatro anos desde que o vazamento veio a público na tentativa frustrada de impedir a reeleição de Dilma, ela até hoje jamais foi denunciada por qualquer caso do chamado Escândalo da Petrobras. Da mesma forma, Lula jamais teve comprovado seu envolvimento. Foi condenado e preso em um processo julgado apressadamente em duas instâncias, sem que apontassem provas concretas. Respaldaram-se apenas na deleção de outro réu. Um julgamento que vem sendo considerado suspeito por mais de uma centena de juristas, brasileiros e estrangeiros, que analisaram os autos.

A pressa no julgamento e a prisão sem o trânsito em julgado da sentença – com o que ferem frontalmente a Constituição – são vistos pelos críticos da decisão judicial como artimanhas judiciais para impedir a candidatura do ex-presidente. Liderando todas as pesquisas de opinião, tinha possibilidades de vencer no primeiro turno.

Noticiário de O Estado de S.Paulo no domingo do segundo turno de 1989.

Em 1989, ocorreu uma tentativa de vincularem o PT aos sequestradores do empresário Abílio Diniz. Capturado em uma segunda-feira, a polícia somente chegou ao seu cativeiro no sábado, 16 de dezembro, véspera do segundo turno eleitoral em que Fernando Collor e Lula disputavam a presidência da República.

A imprensa, respeitando um pacto para não colocar a vida do empresário em risco, só noticiou o crime a partir da descoberta e cerco do cativeiro. Ou seja, a população, oficialmente foi informada na véspera da eleição.

Para a rendição do grupo e a libertação do empresário foram fundamentais as participações do então cardeal arcebispo de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns – que ofereceu sua vida em troca da do empresário – e do economista Luiz Carlos Bresser Pereira, amigo de Diniz e então diretor do Grupo Pão de Açúcar, da família Diniz.

Quando a polícia resgatou o sequestrado e prendeu os sequestradores, divulgou que em um apartamento utilizado pelo grupo, próximo ao cativeiro, foi encontrado amplo material de campanha do Partido dos Trabalhadores. Dois dos sequestradores apareceram com camisetas da campanha de Lula

Notícia amplamente explorada pelas redes de TV na tarde e noite do sábado, véspera do segundo turno. Assim como foi destaque nos jornais no dia da votação. Anos depois descobriu-se que eles foram obrigados a vestirem a camiseta. O envolvimento do PT com o caso jamais foi provado.

Entrevista à Veja falhou – A entrevista do réu confesso Adélio Bispo à Veja deveria ter ocorrido na quinta-feira passada (20/09). Para realizá-la, a revista enviou a Campo Grande (MS) o repórter Thiago Bronzatto que se apresentou no presídio federal naquele dia. Embora já tivesse a autorização do juiz Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, ao que parece faltou a decisão final do juiz corregedor do presídio, Kita Conrado, que deveria autorizar o ingresso da equipe de jornalistas. Tal autorização foi para sexta-feira.

Reportagem de Thiago Bronzatto, capa da edição de 9 de maio, foi desmentida pela Polícia Federal.

Bronzatto foi esperado no presídio na sexta-feira por Zanone Oliveira Júnior, advogado de Adélio Bispo. A defesa do preso, ao concordar com as entrevistas, impôs a presença de algum advogado, no que foi acatada pelos juízes. A espera foi em vão, pois o repórter não retornou ao presídio, provavelmente porque a edição de Veja, àquela altura, estava fechada.

O repórter é o mesmo que na edição nº  2581, com data de 09 de maio de 2018, mas que começou a circular na sexta-feira anterior (04/05), escreveu a reportagem de capa na qual dizia descrever os bastidores da vida de Lula dentro da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Paraná (SR/DPF/PR). Entre outras coisas, informava que o ex-presidente recebia diariamente injeção de insulina no controle da diabetes.

Antes mesmo de a revista completar 24 horas circulando, a Polícia Federal soltou nota desmentindo o noticiado. Nela, especificou:

Minucioso exame das imagens de circuito interno de segurança permite verificar que o autor da matéria não teve acesso à área restrita ao Ex-Presidente.

Grande parte das informações constantes na reportagem são equivocadas e imprecisas. É absolutamente falso, por exemplo, que seja administrada insulina ao custodiado.

O jornalista esteve presente no edifício da Superintendência Regional recentemente, onde participou de uma reunião com um servidor que não possui relação com quaisquer procedimentos relacionados à custódia.

Embora o réu-confesso mantenha sua versão de ter agido sozinho, sem ajuda e sem estar cumprindo ordens, ao que se suspeita a polícia, alguns políticos e jornalistas buscam provar o contrário. Hipóteses das mais absurdas têm circulado, inclusive do financiamento da defesa dele pelo PCC, já que um dos advogados atenderia presos daquela facção.

Zanone Oliveira Junior alega desconhecer isso e classifica os autores de tais especulações e boatos de “muito criativos”. “Tem gente especulando de tudo, até que é por motivo político. Acho que o delegado é imparcial, não acredito em nada disso não”, conclui.

Nos próximos 15 dias, porém, paralelamente às atenções as pesquisas eleitorais, muita gente ficará de olho e ouvido atento ao que acontecerá na Penitenciária Federal de Campo Grande. Temem, ao mesmo tempo que querem evitar, “novidades” que venham a interferir no resultado eleitoral.

 

 

 

AOS LEITORES: O Blog procura trazer aos leitores reportagens e artigos com abordagens diferentes. Para isso, nos dedicamos nas apurações, em pesquisas de documentos e viagens, como a que fizemos a Juiz de Fora (MG), no início do mês, em busca das informações e fontes que hoje nos permitem escrevermos novamente sob o assunto. Por serem reportagens mais trabalhadas, apresentamos menos postagens. Por isso nosso pedido para que compartilhem nossos textos para atingirmos um maior número de pessoas. Da mesma forma, vivemos de colaborações financeiras – em qualquer valor e/ou periodicidade – que nos ajudam a manter o site, cobrem as despesas de viagens e gastos nos processos que nos movem. Gostando, compartilhe esta reportagem. Podendo, colabore com o Blog através da conta bancária exposta no quadro ao lado. Mais uma vez agradecemos as importantes contribuições que nos são dadas e àqueles que vierem a contribuir

44 Comentários

  1. Flávio Lima disse:

    Mais um repórter parcial, que não consegue analisar os fatos doa em quem doer. Repórteres investigativos devem ser completamente imparciais, devem analisar fatos e podem até dar sua opinião, mas deixando isso muito claro que é apenas sua opinião.
    O brasileiro não pode deixar se influenciar, também tem que fazer sua investigação com relação aos fatos da reportagem e com relação ao repórter que a faz, quem foi, seus trabalhos, suas ligações e tendências políticas.

  2. C.Poivre disse:

    Já que os eleitores nazifascistas do “coiso” resolveram invadir um blog sério, eles também têm o direito de se divertir com o vídeo abaixo:

    https://www.youtube.com/watch?v=tRusmBrTLWE

  3. C.Poivre disse:

    A jurisprudência especial para perseguir o Presidente Lula e a entrevista de Adélio:

    https://lula.com.br/emidio-questiona-criterio-da-justica-para-entrevistas-de-lula-e-adelio/

  4. C.Poivre disse:

    Delegado da PF confirma: agressor agiu sozinho:

    https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/delegado-da-pf-diz-em-entrevista-que-agressor-de-bolsonaro-agiu-sozinho/

    PS – A rejeição ao Coiso aumenta a cada enquete eleitoral. Que bom!

  5. João de Paiva disse:

    Reportagem providencial. Parabéns ao Jornalista Marcelo Auler pela coragem. Isso se chama Jornalismo de ação, investigativo, de denúncia e preventivo.

  6. Alvaro Carvalho disse:

    Muita sujeira e poucos esclarecimentos corretos e exatos. Não é possível que esse país irá ficar na merda por mais anos! Não podemos esperar mais.
    Bolsonaro 17 na cabeça! Não temos outra saída! Vencerá no primeiro turno com 70% dos votos! Fim!!!!

  7. C.Poivre disse:

    Democratas de todo o Brasil, assinem o manifesto contra a ameaça nazifascista que paira sobre o país, em:

    https://www.democraciasim.com.br/

  8. C.Poivre disse:

    Excelente matéria Auler. Vc é um dos poucos jornalistas investigativos sérios e confiáveis deste país. Vejam como é descarada a parcialidade do “judi$$iário” brasileiro no exemplo abaixo:

    https://www.viomundo.com.br/denuncias/jurisprudencia-lula-do-tse-nao-foi-aplicada-a-outros-candidatos-garotinho-e-mais-1-400-estao-concorrendo-sub-judice.html

  9. Paulo Roberto Martins disse:

    PARECE QUE TODA A CANALHADA ANALFABETA FASCISTA ADORA TEU BLOG…QUE BOM.ASSIM ESTA JUMENTADA PODE LER ALGO DECENTE.ELES TE AMAM!

  10. Lulinha disse:

    Prisão perpétua pro Luladrão!

  11. Carlos disse:

    O trabalho da polícia e prender bandido vagabundo …veja onde Lula está e deve ficar por mais longos anos … E seus comunista …a bagunça acabou e melhor Jair se acostumando

  12. Celso José Monteiro Filho disse:

    Posso compartilhar?

  13. marcelo disse:

    Muito bom, eu tenho os mesmos medos. Acho que no dia 5 de outubro, no jornal nacional, vai sair a reportagem dizendo que quem mandou esfaquear o capitão dos trolls foi o General Mourão do PT

  14. Recomendo ler a sentença do Juiz Sérgio Moro antes de publicar qualquer coisa!!

    • Zeca - Caxias do Sul/RS disse:

      Aquela em que ele assume que lê revista Veja (principalmente os factóides do ex-Reinaldo Azevedo) e foge descaradamente da tradição do direito brasileiro, “Ao acusador o ônus da prova”?

  15. Que opinião infeliz e com inúmeros equívocos jurídicos, não conhece o assunto e desinforma a população.
    Presta um desserviço à democracia.
    Como tem coragem?
    Tem família?
    Filhos?
    Não entendo… que tipo de gente pode escrever algo assim e se dizer blogueiro/jornalista? És um traidor da Nação brasileira, um covarde…

  16. benedito disse:

    Parabéns, Marcelo, por sua honestidade e coragem, fazendo um jornalismo sério e ajudando, com isso, a população a compreender melhor ações como essa, ocorrida em Juiz de Fora em 6 de setembro. Sem isso, grande parte do nosso povo fica a mercê de manipulações e distorção da verdade, principalmente, pelo jornalismo de encomenda e grande mídia.
    Nada é melhor para o nosso país, e para a vida de cada um de nós, que uma Justiça que realmente mereça receber esse nome. E os governos de Lula e Dilma contribuíram para que fosse assim.
    Basta comparar: até 2002, último ano do governo FHC, o Brasil tinha cem varas da justiça federal.
    Em 2013, com os governos Lula e Dilma, o Brasil já estava com 513 varas da justiça federal. E esse é apenas um dado dos avanços que o Brasil alcançou entre inúmeros outros.

  17. Fernando da Silva Moreira disse:

    Matéria sem graça e sem fundamento perdi tempo lendo essas baboseiras de quem não tem competência e discernimento político. Quanta burrice! Tá pagando mico KKK!

    • Rafael disse:

      Comentário sem graça e sem fundamento perdi tempo lendo essas baboseiras de quem não tem competência e discernimento político. Quanta burrice! Tá pagando mico KKK!

  18. Nazareth Barreto disse:

    Boa reportagem passa a forte impressão de neutralidade o que traz segurança em suas exposicoes.

  19. Mirandolita Lima Gonçalves de Moraes Rêgo disse:

    A ESPERANÇA VENCERÁ O MEDO.
    A FÉ VENCERÁ A DÚVIDA.
    O AMOR VENCERÁ O ÓDIO.
    A VERDADE VENCERÁ A MENTIRA.
    HADDAD VENCERÁ BOLSONARO.
    A DEMOCRACIA VENCERÁ O GOLPE.
    “VÓS TENDES POR PAI AO DIABO E QUEREIS SATISFAZER OS DESEJOS DE VOSSO PAI; ELE FOI HOMICIDA DESDE O PRINCÍPIO E NÃO SE FIRMOU NA VERDADE, PORQUE NÃO HÁ VERDADE NELE; QUANDO ELE PROFERE MENTIRA, FALA DO QUE LHE É PRÓPRIO, PORQUE É MENTIROSO E PAI DA MENTIRA.” (João 8:44)

  20. Maria Luísa Alves da Costa disse:

    Classificar “isto” matéria jornalística é abusar da mente alheia. Esse aí não convence nem mesmo os asseclas do comunista vigarista recluso na PF de Curitiba.

    Terra do grandioso e valoroso brasileiro Dr. Juiz Sérgio Moro.

    M.Luisa A Costa

  21. marcos Antônio Costa disse:

    urgente os cientistas alertam que o viros PT-13 que parecia estar controlado esta voltando ainda mais forte,, ele é transmitido por um perigoso molusco invertebrado o mortal
    ( luligo vulgarios ) nome popular LULA,,
    os cintomas apresentado pelo infectado é a CLEPTOMANIA,, um desejo inconsolável de roubar o que não lhe pertence,,
    o viros PT-13 é tão fatal que milhares de pessoas já MORRERAM NOS CORREDORES DE HOSPITAIS POR FALTA DE VERBA PUBLICA,,,, quando en estado terminal o infectado pelo viros
    PT-13 se torna muito mais agressivo e perigoso para a sociedade,,, a midia não publica com medo de panico geral na população brasileira,,, ou são todos infectados também,, sabe lá

  22. marcos Antônio Costa disse:

    cambada de midia imoral lula é ladrão e adelio assassino nenhum dos dois tem direito de dar entrevistas,, onde já se viu bandidos ter mais direito que um cidadão de bem

  23. Cleiton disse:

    Isso não é uma reportagem e sim a opinião de um lunático primeiro vc tem que saber a diferença de um presso em flagrante delito e depois saber que qualquer um pode ficar presso mesmo antes da primeira instância

  24. Vitor disse:

    Matéria ridícula! Mas, vai lá! Talvez vocês consigam mais um ou dois votos para o PT.

  25. Castro disse:

    O que o jornalista não cita aqui, é que o ex presidente corrupto é réu condenado em segunda instância, enquanto o cara que deu a facada está na preventiva, oi seja não foi julgado ainda. Eu acho uma vergonha a pessoa se dizer jornalista e fica puxando o saco de quem não só deu prejuízo ao país por deixa a corrupção solta como também por elaborar políticas eleitoreiras que nos conduziram a uma grande crise.

  26. Sandro Kacem disse:

    sério que alguém acha que a Dilma e Lula são uns coitado e que não sabiam dos bilhões saqueados. tenham a Santa paciência. pt nunca mais.

  27. Leonel disse:

    Marcelo, e o caso da delegação da África que pegaram no aeroporto com dinheiro e jóias? Não seria algo que eles também usariam p\ prejudicar eleitoralmente alguém? Tem que ficar atento a tudo!

  28. Flávio disse:

    QUEM SÃO OS ELEITORES E ELEITORAS HOJE “DO MITO DO NADA” SÃO OS MESMO QUE VOTARAM NO MINEIRINHO AÉCIO NEVES/JBS FRIBOI QUE BATERAM PANELAS APÓS O CAOS NA GOVERNABILIDADE PRODUZIDO POR DEPUTADOS E DEPUTADAS E SENADORES E SENADORAS GOLPISTA E FACISTA JOGARAM O PAÍS NO FUNDO DO POÇO MESMO COM O BUMBUM SUJO FALANDO DE ÉTICA E COMBATE A CORRUPÇÃO O GOLPE FOI POR CARGOS E REGALIAS O QUE FAZIA MOREIRA FRANCO ETC NO GOVERNO DE DILMA ROUSSEF ESTAVAM DESEMPREGADOS DEPOIS DO GOLPE FORAM PARA O PALÁCIO HIPOCRISIA E FALA EM COMBATE A CORRUPÇÃO.

  29. Masmorra disse:

    BOLSONARO JÁ NO PRIMEIRO TURNO PARA DESESPERO DOS PTRALHAS

  30. C.Poivre disse:

    Num país que permite concessões de rádio e tv à rede Globo, tem um partido chamado P$DB e um regime golpista controlado pelos EUA, tudo é possível.

  31. Sérgio Martins disse:

    Não estou conseguindo publicar no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *