Compartilho: Lava Jato e a bosta seca
24 de janeiro de 2016
Maus-tratos na PF: como mulher e ex-presa, Dilma tem que cobrar
25 de janeiro de 2016

Do blog aos leitores: coerência e autenticidade.

Marcelo Auler

Ao lançar este Blog,  em março de 2015, anunciei minha intenção de “transformá-lo em um ambiente de debate democrático, com participação de leitores, fontes e amigos, inclusive e, especialmente, com ideias divergentes, na melhor tradição de um Estado Democrático de Direito. Para tanto, conto com a participação de todos, não apenas lendo, mas divulgando-o, contribuindo com ideias, criticas, sugestões e, principalmente, opiniões“.

Ao longo destes dez meses, as minhas 183 postagens provocaram 800 comentários variados, polêmicos, críticos e incentivadores. Isso me alegra e o epsaço permanecerá aberto a todas as tendências de opinião.

Mas, os comentários precisam respeitar o espaço democrático – não serem ofensivos, desrespeitosos, não conterem acusações, injúrias etc. –  e serem assumidos por quem o escreve, estejam eles de acordo ou não com a linha de pensamento do autor da página.

O Blog não pode admitir que de um mesmo IP, ou seja, de um mesmo Computador, Tablet, Notebook, Celular, surjam comentários com variados nomes e diferentes endereços de e-mail, a maioria deles inexistentes, com os quais não é possível contato. De um único IP surgiram diversas postagens com, pelo menos, cinco nomes e e-mails diferentes. As as últimas delas em louvação à Odebrecht. Nada contra o leitor defender A, B ou C, desde que haja um minimo de coerência e autenticidade. No caso, que se assuma o que se escreve. Fica o recado que mensagens com assinaturas diversas de um único IP serão, logo que descobertas, bloqueadas.

13 Comentários

  1. Rogério disse:

    Visita de gringos hoje a Meirelles tratada com muito segredo.

  2. Fábio Sanchez disse:

    Marcelo, desde a campanha presidencial de 2010 funciona um evidente esquema (ou mais de um) subterrâneo de assassinato de reputação na internet, cheio de robôs e perfis fakes. Alguém ainda vai ter que dar essa grande matéria. A Agência Pública já deu um grande passo (http://apublica.org/2015/06/a-direita-abraca-a-rede/). Não sei se chegaria ao exagero de Pablo Ortellado, que afirmou que “Se as pessoas pensam que o problema da desinformação é a Globo e a Veja, é porque ainda não conheceram o submundo do Whatsapp e das correntes de email.” Mas não acho que ele está totalmente errado.

  3. Maria Luisa Porto disse:

    Entendo que Marcelo tem absoluta razão ao cobrar identidade dos comentários, já que ele usa seu nome para tecer seus comentários. Nada mais certo que quem posta comentários a favor ou contra sua opinião deve sim ser identificado. As opiniões tem o direito de ser contra ou a favor, mas no mínimo devemos saber com qu estamos debatendo. Hoje num mundo tão polarizado dependendo de argumentos os quais minha consciência e o meu saber digam que não conhecem o fato , pu estes fatos estão cristalizados numa sociedade de visão de mundo diferente da minha, não redpondo, não carece, mas se vejo que há possibilidade de uma discussão racional aí é diferente, posso até mudar de idéia e aprender com meu opositor, mas tem que vir bem documentado com fatos. Marcelo estou com você, você até agora representa o que penso.

  4. João de Paiva disse:

    Caro Marcelo Auler,

    Leia com atenção as observações dos leitores, sobre essa questão do IP. Como um deles demonstrou, pode-se usar IP dinâmico e enganar o jornalista que comanda o blog; em ambiente corporativo, mesmo que as mensagens sejam originadas por diferentes pessoas, em diferentes estações de trabalho, ela pode ‘sair’ através de um mesmo IP. Além desses casos, já abordados por outros leitores, atentar para o fato de que mais de uma pessoa (ou várias pessoas diferentes) podem usar o mesmo computador, contas de e-mail diferentes e postar comentários. Portanto o caminho para filtrar comentários inadequados, definitivamente, não é esse.

    • Marcelo Auler disse:

      Prezado João de Paiva tenho lido atentamente estas observações e estou repensando – embora sem ainda ter tomado uma decisão para rever o que escrevi. Acho bastante ponderáveis as observações. Vou fazer mais consultas e refletir melhor, inclusive sobre possíveis implicações jurídicas, pois tenho que preservar o blog e também os leitores que comentam nele. Atenciosamente

  5. foo disse:

    Marcelo,

    Eu trabalho numa grande empresa, com milhares de funcionários ao redor do mundo.

    Todos os acessos à Internet feitos pelos funcionários passam por um firewall e tem, portanto, o mesmo IP.

    A forma de diferenciar os acessos é através de um cabeçalho HTTP chamado (se não me engano) x-forwarded-for.

    Múltiplos usuários numa mesma empresa podem ter (e em grandes empresas normalmente tem) o mesmo IP.

    O IP identifica apenas a empresa, o x-forwarded-for identifica a pessoa.

  6. Teste IP-3 disse:

    Este IP-3 tem um número que será diferente no IP-“n”, mas vem do mesmo local e da mesma pessoa. IP e nada é a mesma coisa. IP dinâmico, é só resetar modem. Como queriamos demonstrar.

  7. Teste IP-2 disse:

    Este IP-2 tem um número que será diferente no IP-3, mas vem do mesmo local e da mesma pessoa. IP e nada é a mesma coisa.

  8. Teste IP-1 disse:

    Este IP-1 tem um número que será diferente no IP-2, mas vem do mesmo local e da mesma pessoa. IP e nada é a mesma coisa.

  9. C.Paoliello disse:

    Marcelo Auler tem toda a razão, já que nenhuma de suas matérias conteve ofensas a quem quer que seja.

  10. Anonimo disse:

    Caro Jornalista,

    Me parece.um.grande equívoco seu exigir que pessoas sejam obrigadas a se expor. Ao contrário de você que é jornalista por profissão outras são funcionários públicos, empresários, políticos, ou o.que quer que seja, mas que se.for obrigado a colocar o Nome cpf e endereço, podem ter receios, Afinal, convenhamos suas reportagens são reveladoras e sobretudo, denuncias.Proibir de ter.vários nomês. Em um mesmo ip é atrasado pois hj existe uma coisa chamada wifI…
    Quanto a co menta rios ofensivos nunca .vi por aqui algo.que seja mais.forte que as suas próprias publicações. Não Faz parte dos seus leitores pelo que aconpanho essa atitude agressiva, e sim questionadora .
    Sobre os comentarios em prol de alguém sinceramente não seria aqui que alguém faria apologia ou louvação em favor ou desfavor. Só vi até agora pessoas revoltadas com o que acontece no país , sempre dentro do direito.democrático de se expressar e opinar sobre as matérias.
    Sinceramente, esse seu post foi desnecessário.

    • Marcelo Auler disse:

      Prezado Anonimo, agradeço a resposta, mas mantenho minha posição. Não estou pedindo nome, cpf, dna ou qualquer outra coisa. Peço apenas que uma mesma pessoa não apareça com diversos pseudônimos. Eu, por ter acesso ao IP, saberei que é uma unica pessoa com vários nomes. Mas o leitor não saberá. Poderá até imaginar que mais pessoas estão comentando. Logo, isso também é prejudicial ao leitor, pois estará sendo enganado. O que eu estou pedindo é a coerência de um nome só – seja verdadeiro ou pseudônimo. Nada além disso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *