Nosferatu de Curitiba
8 de Março de 2016
Gilmar Mendes negará ao procurador de Justiça o que já fez por 12 anos
9 de Março de 2016

Instituto Lula: quem cobrará a responsabilidade?

Fotos: Reprodução do G1

Fotos: Reprodução do G1

Fotos: Reprodução do G1

Marcelo Auler

A pedido dos delegados federais de Curitiba e com o aval do Ministério Público Federal, o juiz Sérgio Moro autorizou agentes da Polícia Federal e da Receita Federal a realizarem, na sexta-feira, 04/03, uma busca e apreensão no Instituto Lula, no bairro Ipiranga (SP). Não se sabe o que de tão precioso eles encontraram na busca, mas o resultado do trabalho dos chamados “agentes da lei” é idêntico a quando se depara com uma casa arrombada por marginais em busca de pertences de valor. Porta arrombada, tudo revirado, objetos jogados ao chão e as caixas com o acervo do período em que Lula foi presidente da República totalmente violadas (não foram abertas, foram rasgadas).

A explicação da Polícia Federal é que faltou cooperação. Deveriam lembrar que, pela legislação vigente, o acusado/investigado não tem obrigação de ajudá-los. Antes pelo contrário, pode se recusar a falar, mentir e lhe é dado o direito de não produzir provas contra si.

Paralelamente, no tríplex do Guarujá chamaram um chaveiro para abrir a porta. Não houve arrombamento. Não poderiam ter feito o mesmo no bairro do Ipiranga? A civilidade custaria muito caro? Foi para isso a autorização judicial? É assim que devem agir agentes da lei? Busca e apreensão equipara-se a assalto à residência?

Quem responderá por isso? Ou melhor, quem cobrará a responsabilização por tais gestos de vandalismo? O juiz que autorizou? O Ministério Público Federal que endossou o pedido e oficialmente, além de fiscal da lei, exerce o controle externo da Polícia Federal? A Corregedoria da Receita Federal/Ministério da Fazenda? A Corregedoria do DPF que até hoje não apresentou resultados de outras sindicâncias?

O  mais provável é que ninguém faça nada.

9 Comentários

  1. […] Instituto Lula: quem cobrará a responsabilidade? […]

  2. […] e às imagens chocantes do estrago feito pela polícia dentro do Instituto Lula – veja aqui, no blog do Marcelo Auler – agora se denuncia que os policiais federais obrigaram os funcionários da entidade, sob […]

  3. […] às imagens chocantes do estrago feito pela polícia dentro do Instituto Lula – veja aqui, no blog do Marcelo Auler – agora se denuncia que os policiais federais obrigaram os funcionários da entidade, sob […]

  4. Juarez M. disse:

    A PF do Paraná criou uma metodologia inquisitiva que remete aos tempos passados nebulosos da Polícia do Exército :

    Ou delata ou “vai para o sistema” do Departamento Penitenciário do Paraná. Já não se esconde mais… Hoje saiu essa nota na coluna Painel de Filha de SP :

    E agora? A Lava Jato dobrou a aposta na delação de Marcelo Odebrecht. Agora que foi condenado a 19 anos por Sergio Moro, “ele vai para o sistema” caso não se torne colaborador, diz um investigador.

    Cadê a OAB a Comissão de Direitos Humanos ?

  5. João de Paiva disse:

    Jornalista Marcelo Auler,

    Percebeste agora a gravidade da situação? O tom de indignação dessa curta reportagem é o que tu e outros jornalistas independentes deveríeis ter adotado desde que começaram as atividades da burocracia estatal que dá ares de legalidade e institucionalidade ao golpe de Estado em curso no Brasil há quase três anos. E agora? Vais continuar no auto-engano em relação aos nefastos propósitos da Lava Jato? Vais continuar posando de neutro e convidando procuradores corporativistas que chancelam ilegalidades criminosas? Auler, o ponto de ruptura já foi atingido há muito tempo; tenho certeza de que a maioria dos jornalistas independentes do teu ciclo de convivência e atuação pensam isso e te dão esse tipo de alerta quase diàriamente. A questão agora não é ser pro-governo, pró-Lula, pró-Dilma, pró-PT. O que está em jogo é nossa Democracia, nosso Estado de Direito, nosso futuro soberano.

  6. C.Paoliello disse:

    Parece que um dos principais objetivos foi esse aqui citado pelo Fred, a colocação de escuta ambiental no Instituto Lula e na casa de Lula. É um festival de ilegalidades sob a ditadura midiático-judicial:

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/grampo-foi-encontrado-na-casa-de-lula-apos-operacao-da-policia-federal-por-kiko-nogueira/

  7. Fred Marques disse:

    Auler !!!

    Parabéns pelo Blog.

    O DCM noticiou que encontraram uma escuta ilegal no apartamento do Lula.

    A detecção ocorreu após a visita da PF.

    Bom, conforme você revelou, a PF está com uma epidemia de escutas clandestinas.

    Vai investigar isso?

    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *