Injustiça e desigualdade: precisa desenhar?
2 de abril de 2017
Filme chapa branca, com verba pública
3 de abril de 2017

Arnaldo César  (*)

A vez de Aecio capa da VejaÂncora, por 19 anos, do telejornal “Evening News”, da rede de televisão CBS, Walter Conkrite foi considerado o norte-americano de maior credibilidade junto à opinião pública do seu País. Ele morreu em 2009, aos 92 anos de idade. Ficou célebre um editorial que pronunciou da bancada do seu telejornal, no final dos anos 60, depois de uma série de reportagens que produziu no Vietnã.

O então presidente Lindon Johnson ao assistir esse pronunciamento comentou: “Perdemos o Conkrite, perdemos a classe média”. Perderam também a guerra. Depois disso, Johnson desistiu de se candidatar à reeleição. Volta e meia, a historinha narrada acima é relembrada pelas escolas de jornalismo dos Estados Unidos, especialmente quando querem demonstrar o papel da imprensa nas tomadas de decisões de uma nação.

Não é o caso da grande mídia brasileira. Por aqui, ela sempre rezou de acordo com a cartilha e os interesses dos poderosos. Por isso, a capa da Veja desta semana, a de número 2524, com a manchete “A vez de Aécio”, chama a atenção.

Aliada, de primeira hora, do ex-governador de Minas nas eleições presidenciais de 2014, a revista de maior circulação do País revela que Aécio Neves e sua irmã Andrea eram mimoseados com propinas depositadas pela empreiteira Norberto Odebrecht, em contas sediadas em Nova Iorque.

"A reação dos irmãos Neves não fugiu ao figurino. AQndréa Neves questionou: 'Por que tanto ódio?" - Foto - reprodução do DCM.

“A reação dos irmãos Neves não fugiu ao figurino. Andréa Neves questionou: ‘Por que tanto ódio?” – Foto – reprodução do DCM.

A reação dos irmãos Neves não fugiu ao figurino de todos que foram alcançados por delações premiadas. Andrea, visivelmente, emocionada, com os olhos rasos d’água, esbravejou: “por que tanto ódio?”.

Só para não deixar passar em brancas nuvens, na edição 2.397, de 23 de outubro de 2014, ou seja, três dias antes do pleito do segundo turno que se realizou no dia 26, Veja estampou uma capa, igualmente espalhafatosa, com letras vermelhas, entre as imagens recortadas de Dilma e Lula em que apregoava: “Eles sabiam de Tudo”.

Reproduzida aos milhões, essa capa foi espalhada por todos os cantos do País, como se fosse um galhardete de campanha. Nem o adereço de mão e tampouco a denúncia contida naquela edição conseguiram derrotar nas urnas a dupla Dilma e Lula.

Na campanha eleitoral de 2014, a Veja tentou empurrar a candidatura de Aécio detonando Lula e Dilma. Não conseguiu

Na campanha eleitoral de 2014, a Veja tentou empurrar a candidatura de Aécio detonando Lula e Dilma. Não conseguiu

Entre uma edição de 2014 e a da desta semana já se passaram mais de dois anos. No meio do caminho, Dilma foi golpeada por uma conjuração que reuniu Aécio Neves, o seu PSDB e uma gang de políticos corruptos comanda pelo nefando Michel Temer.

Admite-se que a comparação com Walter Conkrite é um tanto exagerada. Mas, há de se concordar que a publicação semanal de maior penetração do Brasil está pulando fora da canoa furada do golpe. Até mesmo quando trata da política econômica liberal imposta pelos golpistas – é bom não esquecer tão ao gosto daquela semanal – lança mão de um tom de crítica e reprovação: “O recuo do recuo” foi o título usado para um texto que desanca o ministro Henrique Meirelles, o queridinho de onze entre dez empresários pátrios.

As pesquisas de opinião, fartamente divulgadas na semana passada, mostram que a chapa esquentou para os golpistas. Ao contrário do que prometeram, há dez meses, não conseguem tirar o Brasil do buraco. O governo de o ímpio Temer arregimentou míseros 10% de aprovação entre os pesquisados.

A “imparcialidade” da Veja na edição desta semana, contudo, não recomenda que se acendam rojões. Deve ser entendida pelo prisma de que ela apenas transformou Aécio Neves num bagaço a ser descartado. Fazer isso, nas semanas que antecedem o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no próximo dia 3 de maio, pode dar ideia de que a publicação não nutre ódio por ninguém. Não se deixem enganar.

Esta manobra pode ter o mesmo objetivo daquela outra que levou o juiz Sérgio Moro condenar com surpreendente ligeireza o bucaneiro Eduardo Cunha a 15 anos de cadeia. A mudança de rumo da Veja, como de resto da grande imprensa, é para livrar a própria pele, diante do desastre provocado pelo golpe e seus coadjuvantes.

A intenção de esmagar o ex-presidente Lula e o seu projeto político continua intacta.

(*) Arnaldo César é jornalista e colaborador do Blog

Leia também:

Enfim, Andrea, a mão forte de Aécio, deixa de ser invisível, no Diário do Centro do Mundo;

Aécio Neves, o descartado chique. Foi para o lixo em Nova York, no Tijolaço;

A indignação fajuta de Aécio. Por Paulo Nogueira no Diário do Centro do Mundo;

21 Comentários

  1. Alexandre disse:

    É fogo amigo! O novo garoto propaganda deles é Dória. Tá na cara! Sabem que Aécio e Serra não tem chance de vencer as eleições. O próximo alvo é Alckmin, porque disputa o mesmo pário em São Paulo, e também não seria eleito. Todos os dias tem reportagem sobre o analfabeto político, que se diz apolítico. Na cabeça deles é o perfil perfeito para ser eleito. Só esperar pra ver.

  2. EDILSON disse:

    QUEM JÁ JOGOU XADRES SABE QUE MUITAS VEZES TEMOS QUE LANÇAR MÃO DE 1 PEÇA PARA GANHAR O JOGO. E É ISSO QUE ESTÃO FAZENDO. COMO MORO JÁ SE MOSTROU AMIGO PESSOAL DO TUCANO, PRENDE-LO SERIA MOSTRAR TOTAL IMPARCIALIDADE, ASSIM COMO A MÍDIA ESTA FAZENDO. VÃO LANÇAR MÃO DE AÉCIO PARA UM BEM MAIOR, A PRISÃO DE LULA. COM AÉCIO SENDO FINALMENTE INVESTIGADO, CAIRIA POR TERRA O ARGUMENTO DE PERSEGUIÇÃO. A PRISÃO DE LULA ESTA PRONTA, SENDO APENAS APARADA AS ARESTAS. SE NENHUM ACONTECIMENTO OCORRER, LULA ESTRÁ PRESO EM CURITIBA. ESPERO, PELO BEM DO BRASIL, QUE O EX PRESIDENTE TENHA ALGUMA CARTA NA MANGA, OU ATÉ UM POSSÍVEL PEDIDO DE ASILO NO URUGUAY, POIS O JOGO TODO SERÁ DEFINIDO ATÉ MAIO.

  3. Mateus Noronha disse:

    Acho q há fogo amigo na reportagem de Veja. Amigos de São Paulo, pra tornarem mais fácil a escolha tucana de seu candidato à presidencia.

  4. Marta Maria disse:

    Kkkkkkk… Não adianta nada falar bonito.. Nenhum interesse.Nenhum partido presta.. Não se enganem.. O dito golpe vem de todos os lados.. Só depende de interesse financeiro.. Só.. Todos são corruptos.. Todos.. Não me venham com xurumelas dizendo que é esse ou aquele partido político.. É só chegar ao poder que a propina rola.. Todos estão envolvidos de uma forma ou de outra.. Aécio nunca foi santo.. Se o fosse, não estaria na política..

  5. Bello disse:

    O único jeito é a volta dos Verdes Oliva

  6. Luiz Carlos Zanoni disse:

    Faz parte do projeto Doria/Alckmin 2018. É um recado para o Inspetor Moreau parar com carinhos públicos com El Chato Del Terço.

  7. Muito coerente e enfática a ‘Reportagem’ de Arnaldo Cézar ora publicada.
    Os comentários acima, também, coerentes mostram que felizmente tem muitos Brasileiros patriotas e com bons olhos para verem o que realmente está em jogo e sendo implantado pela ‘quadrilha de mafiosos’ que tomaram de assalto, via golpe, os três Poderes. Para não ficarem afastados dos comandos da Nação, vendem a ‘alma ao diabo’, perdem toda a dignidade – (se é que existiu algum dia) – e, atendendo aos ‘Patrões’ (capitalistas internacionais) estão entregando as ‘riquezas Naturais do País’ a preço de ‘banana’ e detonando com o seu povo!…
    Essa ‘veja’ e ‘rede global’ são por demais nefastas ao País!… O meu alento é que todos os “Impérios” dessa Nave chamada Terra, por mais fortes, antipovo e depravados que fossem, um dia caíram, como esses ‘funestos impérios tupiniquins’ haverão também de cair!…

  8. João de Paiva disse:

    Prezados,

    Qual partido e qual grupo político que, quando no poder, implementou sem escrúpulos o neoliberalismo excludente entreguista? Nenhum leitor bem informado tem dúvidas e que é o PSDB. Portanto é no mínimo ingênuo pensar que o PSDB não representa o neoliberalismo posto em prática pelas quadrilhas que tomaram o Executivo Federal.

    Alguns leitores, talvez pensando que enxergam entrelinhas que outros não vemos, sentenciam que o golpe é liderado pelo judiciário e/ou pelas instituições que compõem o chamado ‘sistema de justiça’. É claro como o sol do meio dia que a burocracia estatal (PF, MP e PJ) foi cooptada e está a serviço do alto comando internacional do golpe de Estado, que fica no exterior, com sede nos EEUU. Mas o que esses burocratas sabem fazer é perseguir e assassinar reputações; eles não têm a mínima visão de Estado, de Administração Pública (seja com viés conservador, liberal ou social-democrata). A desastrosa operação ‘Carne Fraca’ mostra isso claramente. A Fraude a Jato NADA fez além de destruir a economia, entregar riquezas e setores estratégicos aos estrangeiros, inviabilizar projetos de desenvolvimento soberano do Brasil, perseguir, incriminar políticos e empresários e/ou aniquilar setores produtivos em que o Brasil competia no exterior. NENHUM procurador do MP, delegado da PF, juiz federal ou ministro do STF, tem conhecimento ou competência para administrar o País. Essa burocracia pensa corporativamente, no próprio umbigo; esses burocratas improdutivos são um poço de vaidade, nunca produziram um parafuso; quem paga o salário desses burocratas são os operários, os técnicos, os engenheiros, os pesquisadores, os empresários que trabalham (micro, pequenos, médios e grandes), os agricultores, enfim os trabalhadores produtivos deste Brasil, que agora estão na fila do desemprego, que na realidade já atinge mais de 20 milhões de brasileiros.

    Hoje quem está no poder é o PSDB, por meio de Gilmar Mendes; é desse ministro (sic) do stf e do tse que depende o futuro do mordomo ‘MT’ e toda camarilha que hoje está no Executivo Federal. O desastre desse desgoverno deve ser colocado na conta do PSDB, o partido de Gilmar Mendes. Estejam certos de que com manobra para manter o mordomo no poder, GM garante para si e para seu partido o comando do País. Se o mordomo cair de podre, GM assume diretamente e aí pode, formalmente, delegar a administração para um aliado de seu próprio partido.

    As elites oligárquicas, plutocráticas, escravocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas sabem muito bem que é INSUSTENTÁVEL um governo comandado por GM, seja por meio do fantoche ‘MT’ e sua camarilha, seja com GM formalmente na presidência usurpada na mão grande ou chancelada pela assembléia de bandidos. Nem a paz dos cemitérios pode ser obtida sem algum simulacro de institucionalidade e legitimidade.

    Dois dos líderes tucanos – JS tarja-preta e Aécio Cunha – foram transformados em cadáveres e o destino do ‘santo’ – como na lista de alcunhas da Odebrecht é conhecido o atual governador paulista – parece ser o mesmo. O falso jovem, às vésperas de completar 60 anos, apadrinhado pelo ‘santo’ se mostra um fascista medíocre, um sujeito mimado que não aceita críticas e que parte para a ofensa e agressão, sempre que tem algum ponto fraco (haja pontos fracos nesse joão botox!) exposto. Bastou Ciro Gomes fazer uma provocação, para o sujeito mostrar o despreparo para administrar qualquer coisa; na PMSP a mídia bajuladora, comprada por milionária verba publicitária, ainda sustenta o farsante que posa de apolítico, mas que sempre viveu às custas da política. Mas o primarismo de joão botox, o collor 2.0, indica que ele pode ter vida curta, apesar do ambiente de terra arrasada que facilitou sua ascensão à prefeitura paulistana. Em 3 meses de administração, apenas marketing e relações mais que suspeitas com empresários, misturando público e privado; a privatização desenfreada de espaços, serviços e empresas públicas é um cartucho que o falso jovem está queimando depressa e deve chegar ao fim antes do primeiro ano de mandato. Como administrador público tem sido um fiasco.

    João Botox era uma alternativa que a direita xucra tenta(va) construir, já que Boçalnaro se mostra indigesto para grande parcela dos INCLAMES que compõem a ‘massa cheirosa da tucanhêde’.

    O torquemada paranaense, há poucos dias postou e rede social um apelo que remete a Collor, na iminência de ser deposto: “não me deixem só, vistam as cores da brandeira”; no dia seguinte milhões de brasileiros saíram com roupas pretas, simbolizando luto. O governo Collor morreu ali; a votação no Congresso foi a pá de cal sobre aquele defunto. O juiz da Fraude a Jato bravateou, às vésperas do fiasco que foram as manifestações pró-golpe e pró-Fraude a Jato do dia 26 de maro de 2017, bravateou por meio de redes sociais que a Fraude a Jato e atuação dele tinham apoio da quase totalidade da população brasileira. O que se viu nas ruas no último domingo de março foram apenas algumas centenas de gatos pingados, na quase totalidade das cidades brasileiras em que a turma de verde e amarelo saiu às ruas defendendo a fraude a Jato, o juizeco da guantánamo paraense e as quadrilhas políticas hoje no comando do País; nem mesmo em São Paulo, onde a grana da FIESP, dos partidos de direita e das ONGs financiadas por grupos estrangeiros arregimentou vários carros de som, os golpistas e fascistas conseguiram reunir mais do que 15 mil pessoas (numa contagem pra lá de otimista).

    Portanto do ponto de vista político e institucional a direita golpista, nazifascista, oligárquica, plutocrática, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista está mais enlameada e apodrecida do que a Esquerda; isso mesmo depois de usar de todo o aparato midiático e da burocracia estatal, para destruir a Esquerda, o PT, Dilam e principalmente Lula.

    É por essa razões que a Fraude a Jato continua seu trabalho de destruição, que só refreará quando matarem, prenderem ou tornarem Lula inelegível.

    Os ‘colonistas’ do PIG/PPV que sentenciaram a morte do PT e da Esquerda a partir das últimas eleições municipais cometeram um grave erro de avaliação. Aécio Cunha, hoje um cadáver político, usou câmeras e microfones para bravatear que o Brasil ficara mais azul -mais tucano, leia-se – após o pleito municipal. O que dizem hoje tais ‘colonistas’ e líderes como Aécio?

    Não nos iludamos: do ponto de vista penal, NENHUM tucano será investigado para valer, julgado, condenado e privado de liberdade. O caso de Eduardo Azeredo, condenado a 20 anos de prisão, mas que recorre em liberdade, é exemplo de que NENHUM tucano graúdo ‘puxará uma caninha’, por breve tempo que seja. No ano que vem, Azeredo completa 70 ano e não poderá mais ser encarcerado. A Lei que preservará azeredo do cárcere não vale para José Dirceu que já havia completado 70 anos quando sérgio moro o condenou (SEMPRE SEM PROVAS) em maio de 2015. A mesma Lei não valerá para Lula, hoje com 71 anos, cuja sentença de condenação já foi escrita perlo torquemada paranaense.

    • Prezado João de Paiva, boa noite!…
      Parabéns pela ‘coragem’ da sua narrativa e por suas palavras que descreveram tão bem o que está acontecendo em nosso País!!!…
      Convoco todos os ‘internautas’ de bem e que amam esse nosso querido PAÍS a divulgar essa matéria e os comentários (principalmente este de João de Paiva)!…
      Vamos mostrar a essa ‘caterva’ que tomou de assalto, via golpe, os três Poderes que o País não é deles, não !!!
      ACORDA BRASIL !!!

    • C.Poivre disse:

      Perfeito!

  9. Rejane de Souza Rivas disse:

    A “confraria” do mal nunca dá ponto sem nó; não se deixem enganar, esta “turma” é venal, eles possuem os planos A, plano B e segue até o Z, com subdivisões, pois os desdobramentos da lista de maldades deles são inacreditáveis! Fiquemos de olho!

  10. Doney disse:

    A Veja “está pulando fora da canoa furada do golpe”? Que delírio.
    O que interessa no golpe não são os personagens (Temer, Cunha, Aécio, etc.), que são todos descartáveis. O que interessa são as ações postas em prática, e isto segue acontecendo dramaticamente (fim do conteúdo nacional, entrega do pré-sal, fim do Ciências sem fronteiras, reforma trabalhista e previdenciária, terceirização), etc.
    Para os ideólogos da direita, os personagens que avançam com esta agenda são, em si, todos descartáveis. A agenda neoliberal é que não é.

  11. trezeml disse:

    Lúcia Kataguiri Guimarães, a vovó reaça que bateu panela com os meninos da MBL, ainda não repercutiu a capa de Veja que pegou playboy dela – Lúcia – depositando propina em Nova Iorque; até Jo$1000000as de %ouza, o mais inescrupuloso dos lacaios da gangue Fria, viu que é muita bandeira não denunciar o melhor sobrinho de Cláudio.
    Todos sabemos do jornalismo pistoleiro da vovó do MBL , mas ficar na foto pior que o Jo$1000000as de %ouza é o cúmulo do sabujismo.

  12. Marilin Novak disse:

    Eu não acho isso. Pra mim é Veja continua aliada ao PSDB, pra agora tentar emplacar o Dória como presidente.

  13. País de cabeça pra Baixo disse:

    Engana se quem acha que o PSDB está
    Por trás do Golpe . Ao contrário, caiu igual ao patinho da FIESP. O golpe é do Judiciário e da Globo que viram a oportunidade na Lava Jato de Meter a nao tambem no poder executivo e legislativo, por isso as decisões absurdas de primeira instância são referendadas nas instâncias superiores. A PF e o MPF são operadores do Golpe abastecidos por vaidades pessoais como na Carne Fraca do delegado debiloide. Quero ver quando começarem a delatarem os Magistrados . Porque acham que liberaram a esposa do Cabral ? Ele mandou avisar que ia derrubar os Puritanos Suíços Brasileiros da Capa Preta…

Deixe uma resposta para Rejane de Souza Rivas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *