Sobre o impeachment de Dilma: “o ser humano é ruim por natureza”
10 de agosto de 2016
O descompasso de Michel Temer na segurança e na Olimpíada
14 de agosto de 2016

Jorge Viana sobre o impeachment: “Não aceitam que as Martas e as Rafaelas sejam referências deste país”

Jorge Viana: "parte da elite brasileira tem preconceitos, xingam os nordestinos" Foto: Pedro França/Agência Senado

Marcelo Auler

Ao analisar o golpe parlamentar que está em prática no Senado para destituir a presidente eleita com 54 milhões de votos, Dilma Rousseff, o senador Jorge Viana (PT-AC), responsabilizou parte da elite brasileira. No seu entendimento, esta mesma elite que não aceita um retirante da seca do nordeste e uma mulher que foi torturada na luta pela democracia chegarem à presidência da República é aquela que não “tolera ter pobre dentro do avião, não tolera ter filho de pobre fazendo faculdade”:

Jorge Viana: "parte da elite brasileira tem preconceitos, xingam os nordestinos" Foto: Pedro França/Agência Senado

Jorge Viana: “parte da elite brasileira tem preconceitos, xingam os nordestinos” Foto: Pedro França/Agência Senado

Eles não aceitam que as Martas, vencedoras nas Olimpíadas, que as Rafaelas, vencedoras de medalhas de ouro, possam ser a referência deste país. Porque, para eles, favelado não é vencedor. Para eles, pobre é vergonha. Agora, ontem (08/08), o Brasil, celebrava a primeira medalha de ouro. De uma menina nascida na Cidade de Deus, que na década de 60, foi usada como um depósito para favelados no nosso país. Ela que viveu o preconceito, ela que viveu todo o tipo de abandono, trouxe a primeira medalha de ouro para o nosso país“.

Veja abaixo o discurso de Jorge Viana na tribuna do Senado e alguns trechos do que ele falou:

“Pelo fato de o presidente Lewandowski, estar presidindo esta seção, alguns usam para dizer que o Supremo está assinando embaixo deste golpe. O Supremo Tribunal Federal, a nossa mais alta corte de Justiça, não assina embaixo de golpe. Quem está dando o golpe, é o parlamento brasileiro. Quem está dando o golpe, é o senhor Eduardo Cunha que iniciou este processo. Eu lamento, respeito a posição dos colegas senadores e senadoras. Nós vamos até o fim, tentando por fim a esta marcha da insensatez”.

Estão ferindo de morte a democracia brasileira. Nós somos um país fantástico. Somos invejados” (…)

Lula e a bandeira“Coincidentemente, sediamos nesta semana, o evento de maior audiência do mundo, com mais de três bilhões de telespectadores acompanhando as Olimpíadas. Ninguém mais se pergunta, quem foi? Que país foi esse – já que as mais de 200 nações do mundo, disputam sediar uma olimpíada -, que país é este que, depois de 500 anos, traz as Olimpíadas para cá, traz a Copa do Mundo para cá?

Esse é o país do Lula da Silva. Esse é o país, que há poucos anos, liderava o mundo. Tinha um líder mundial na presidência da República.

Esse país, que chamava a atenção do mundo, por ter o maior programa de inclusão social sendo praticado no mundo inteiro. Com dezena de milhões de pessoas saindo da miséria, da pobreza, da fome.

Foi esse governo de Lula, e de Dilma, que tirou o Brasil do mapa da fome. Foi esse governo que fez com que a minha região amazônica fosse incluída no mapa brasileiro.Foi esse governo que tirou o nordeste brasileiro daquela mancha escura e atrasada do nosso mapa e trouxe o nordeste para o desenvolvimento.

Dilma com a faixaÉ por isso que ainda hoje, parte da elite brasileira, tem preconceitos, xingam os nordestinos. Eles não têm noção do que é viver na Amazônia, região mais rica do mundo, convivendo com a miséria e com a pobreza. Eles na têm noção porque não conhecem o nosso país, do que é ter boa parte dos brasileiros vivendo no nordeste, há séculos, na exploração.

Eles não aceitam que um retirante, miserável, como é o presidente Lula, sai de lá em um pau de arara, venha para São Paulo, seja um vencedor, assuma a presidência da República e conquiste o mundo. Ele não aceitam.

Não aceitam que uma mulher, que sofreu a tortura, que foi presa e torturada por defender a democracia, assuma a presidência da República, e possa concluir seu mandato. Eles não aceitam.

rafaela-silva-morde-a-medalha-de-ouro-olimpica-que-ganhou-na-rio-2016Eles não aceitam que as Martas vencedoras nas Olimpíadas, que as Rafaelas, vencedoras de medalhas de ouro, possam ser a referencia deste país. Porque, para eles, favelado não é vencedor. Para eles, pobre é vergonha. Agora ontem (08/08) o Brasil, celebrava a primeira medalha de ouro, de uma menina nascida na Cidade de Deus, que na década de 60, foi usada como um depósito para favelados no nosso país. Ela que viveu o preconceito, ela que viveu todo o tipo de abandono, trouxe a primeira medalha de ouro para o nosso país.

Tem muita gente nesse país, senhor presidente, que não acredita, que não aceita, que um país que tem dezenas de milhões de pessoas lutando por uma inclusão social, possa dar certo. Tem gente que não tolera ter pobre dentro de avião. Tem gente que não tolera ter filho de pobre fazendo faculdade.

É este país que estamos julgando (…) mal a nossa democracia ganha referência, estamos aqui ferindo de morte um processo que, legitimado pelas urnas, colocou a presidenta Dilma para nos dirigir (…)

É claro que o segundo mandato da presidenta Dilma enfrenta dificuldades. Primeiro, pela intolerância dos que perderam a eleição. Segundo, pelo impeachment que está em curso.

Quero repetir aqui que estamos fazendo um jogo de carta marcada. Vossa Excelência ministro Lewandowski, falou que esta fase do impeachment é a fase oral, onde a gente só pode falar. E é certo, Vossa Excelência está lendo e interpretando adequadamente…, queria cumprimentá-lo pela condução isenta deste processo, hoje, aqui”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *